Construção e Reforma

5 coisas que você tem que saber antes de reformar seu imóvel na praia

Olá! Como vai?

Comprar um imóvel na praia pode ser um excelente investimento. Além de ser um lugar para descansar, também pode ser alugado para obter uma renda extra quando estiver desocupado. Existem lugares para todos os gostos. Enquanto os imóveis em Balneário Camboriú são objeto de cobiça de quem gosta de movimento e agito, as casas à venda em Itajaí são procuradas por quem gosta de descanso, por exemplo.

imóvel na praia
A reforma de seu imóvel de férias pode exigir mais planejamento que a de sua casa principal (Foto: Unsplash).

Os donos desses imóveis não costumam passar muito tempo neles. No máximo, os utilizam nas férias, feriados e finais de semana. Tanto que, podem notar que algo se deteriorou e que uma reforma é necessária. Ou, têm vontade de fazer melhorias para aproveitar e valorizar mais o imóvel.

De qualquer forma, é importante saber que a reforma de um imóvel na praia, ou de qualquer outro que você não passa muito tempo, é bem diferente de fazer uma renovação em sua casa principal.

Confira 5 dicas para reformar seu imóvel na praia

Escolha a melhor época do ano para fazer a reforma

Decidiu reformar o seu imóvel? O primeiro passo é escolher qual é a melhor época do ano para isso. O verão geralmente é a estação indicada para realizar obras, devido ao tempo mais estável e à ausência de chuvas.

Acontece que esse, provavelmente, é o período no qual você mais quer aproveitar sua casa de praia. Se você a aluga, é nessa época que você pode cobrar as diárias mais altas. Portanto, vale mais a pena arriscar e fazer a reforma durante a baixa temporada.

É muito importante que você esteja disponível para acompanhar o andamento das renovações. Vale a pena até tirar uma período de férias do trabalho para se ocupar disso. Se não for possível, peça a uma pessoa de confiança que faça isso por você. Tenha em consideração que imprevistos acontecem em qualquer obra, e alguém precisa estar disponível para resolvê-los!

Reflita sobre o seu perfil e o uso da casa ou apartamento

Com o período da reforma escolhido, é a hora de começar a pensar no projeto. Ele não deve ser desenvolvido à revelia, mas desenvolvido de modo a adaptar o imóvel a seu perfil e satisfazendo as suas necessidades.

Por exemplo: se você gosta de receber muitas pessoas ao mesmo tempo para almoçar e jantar, a sala, como principal área social do imóvel, deve ser valorizada. Agora, se você costuma alugar a casa ou receber muitos convidados ao mesmo tempo, é importante caprichar nos quartos: eles devem ser preparados para hospedar vários ocupantes simultaneamente, com conforto. Os clássicos beliches são quase obrigatórios.

Contratar um arquiteto é a menor maneira de acertar no projeto. Ele é o profissional qualificado para te ouvir, analisar os seus desejos e necessidades e transformá-los em um imóvel com um estilo feito sob medida para você.

Pense nas particularidades de um imóvel na praia

 imóvel na praia
Sua casa na praia deve ser assim: relaxante! (Foto: Unsplash).

Você tem uma mesa com tampo de granito linda na sua casa, e adoraria ter uma igual em seu imóvel na praia? Apesar da beleza da peça, essa pode não ser a melhor opção: o granito é um material muito sensível, que fica marcado com muita facilidade. Você não quer se preocupar com isso em suas férias, não é?

A escolha do chuveiro é outra questão relevante: na sua cidade natal, onde faz muito frio no inverno, faz sentido que ele seja aquecido à gás. Mas, e na sua casa de praia, que você costuma frequentar apenas no verão, será que isso vale a pena? Outro fator a se levar em consideração, ainda, é a maresia. As esquadrias de ferro, por exemplo, não respondem bem a ela, assim como os itens feitos de madeira rústica.

Esses são exemplos de algumas preocupações que você deve ter ao reformar seu imóvel na praia. Se você observar as casas à venda em Balneário Camboriú ou qualquer outra localidade litorânea, vai perceber que tudo é pensado para ser fácil.

Passe longe de materiais que sejam isolantes térmicos

Você provavelmente frequenta a sua casa na praia em épocas de calor, certo? Por esta razão, ao reformar seu imóvel, você deve evitar o uso de materiais que sejam isolantes térmicos. Afinal, praias são quentes no verão.

Uma casa abafada só faz a sensação de calor piorar! O primeiro passo para deixar o seu imóvel mais fresco é fazer decorações nas quais as cores claras predominem. Além do frescor, esses tons valorizam a luz natural do sol.

Também é importante dar preferência a materiais naturais. Roupas de cama, capas de almofadas e de sofá devem ser de algodão ou qualquer outro tecido que não seja sintético.

Tapetes também devem seguir essa linha: as peças de bambu e sisal são excelentes opções. Além disso, tenha janelas grandes para que fiquem sempre abertas e façam o ar circular. Os pisos carpet e de madeira devem ser evitados a todo custo, pois esquentam facilmente. Os pisos de porcelanato não são conhecidos como frios à toa: eles são excelentes em refrescar ambientes. Os pisos vinílicos também são uma excelente opção, por um preço mais baixo.

Preze pela praticidade

Ninguém quer se afundar em tarefas domésticas nas férias! Portanto, ao reformar seu imóvel na praia, escolha os elementos do ambiente pensando em praticidade. Tudo aquilo que der muito trabalho para limpar fica de fora, enquanto que tudo o que facilitar a sua vida entra.

Por exemplo: pisos branquíssimos são lindos e refrescam bastante o ambiente, mas deixam qualquer sujeirinha aparente. Vale a pena investir em cores que ajudem a disfarçar isso, como os beges e cinzas claros, que são tão charmosos quanto e também ajudam a refrescar o ambiente.

Superfícies, como as bancadas da cozinha e os tampos das mesas, devem ser feitas de materiais resistentes, que não marquem com facilidade e fiquem limpos com o bom e velho pano úmido.

Elementos decorativos pequenos e que acumulam muita poeira também não são indicados. Já imaginou ter que desempoeirá-los um a um durante suas preciosas férias? Prefira a decoração com plantas – que, além de super charmosas, ajudam a refrescar o ambiente. Certifique-se de ter alguém para regá-las quando você não estiver ou leve-as de volta para casa quando a temporada acabar!

Boas dicas não é mesmo? Agora é só colocar em prática. Confira outros artigos no blog, você vai aprender muito por aqui.

Beijos e até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *